Maria Poesia

Sonhos, Poesia e Psicologia

Textos


O sonho é a linguagem do nosso inconsciente.
Do que ainda não conhecemos de nós mesmos.
As imagens e o cenário que ele monta, é como ele melhor pode se expressar para que olhemos prá ele.
São como quebra-cabeças, montados a partir do que vivemos, sentimos, pensamos, intuimos, olhamos, cheiramos, ouvimos, tocamos e degustamos.
Ele usa todos estes recursos da nossa consciencia (do que vivemos no cotidiano e que conhecemos de nós ), afim de estabelecer uma ponte entre as duas instâncias.(Consciente e inconsciente )
.....................................................
Nenhum sonho causa tanto constrangimento para ser relatado para alguém do que este.
Sonhos com fezes!
Isto é normal, é comum.
Nós nos envergonhamos deles.
Muitas vezes só com a cabeça baixa, falando baixinho e escondidinho lá no setting  terapêutico eles são relatados, e ainda sem muitos detalhes.
Então vamos desmistificá-los :
.......................................
O homem (nós todos seres humanos ) nos envergonhamos da nossa condição de sermos mortais, que defecamos, que suamos, que urinamos, e até os espermas, poucas mulheres se permitem deixar que o homem ejacule em sua boca na prática de sexo oral, ou não sabem, ou não se sentem a vontade para saboreá-los e prolongar seu prazer e do parceiro(muitas pensam até que faz mal se os engolir ), ora; se nele contém a semente da vida, e é o clímax do prazer, quanta energia boa não tem concentrado nele?
E então nos organizamos internamente  em torno de um ideal de homem, (homem no sentido humano-homem e mulher ), mas sem corpo, e nos envergonhamos, de nossas vísceras, de nossos  excrementos, dos  sons e odores que exalamos, e de seu processo bioquímico, fisiológico, orgânico decorrente da nossa condição de humanos.
............................................................
Voltemos as fezes agora:
Moremos no Brasil ou na África, nos EUA ou no
Iraque , podemos ser pobres , ricos ou milionários, comamos couve ou caviar, mas há algo em nosso corpo que nos iguala e nos arrebata.
E que diariamente, nos dá a exata medida da nossa
imanência.
Há um processo fisiológico em nós, algo que produzimos onde o resultado final é profundamente democrático.
Nossas fezes.
O fim da comida sempre representou um grande
mistério para a humanidade. Ele é uma espécie de
elo entre todos (afinal, todos defecamos) – e que tentamos a todo custo, ocultar.
Fezes são tabus, e não se fala no assunto.
Elas  são o produto do bolo alimentar formado a partir da ingestão e digestão dos alimentos, significam então tudo aquilo que o nosso organismo não absorveu, daquilo que usamos pra nos alimentar e que precisa ser expulso do nosso corpo, é o resto do que não serve para o nosso corpo, e que pode ser aproveitado para outros intentos, em húmus para alimentar a terra e em contato com outros nutrientes transformam-se em adubos. (e acreditem, na alquimia são análogas ao ouro, pois pertencem ao  Coagulatio que é o estágio alquímico que produz o ouro  )
...............................................
Nos primeiros anos de vida, nossa relação com as nossas fezes é outra.
Freud  dizia que “As fezes são a primeira dádiva
da criança, o primeiro sacrifício em nome de sua
afeição, uma parte do seu próprio corpo que está
pronta a partilhar com quem cuida dele
.”
Para o bebê, o ato de defecar então é uma forma de comunicação com a mãe.(ou com seus cuidadores) 
O bebê não podendo se comunicar com a maneira habitual dos adultos, encontra um meio de falar sem
palavras. É como se ele dissesse:
-“Mamãe , algo vai sair de mim, a senhora está interessada?"
E a resposta claro, sempre é a mamãe ou cuidadores limpando a “conversinha” dele.(E enquanto isto ele vai ganhando carinhos, afagos e beijinhos )
....................................................
Sonhar com fezes então quer dizer que estamos “cheios” de pensamentos, sentimentos, emoções que não precisam mais estar dentro de nós.(lembra que elas são nossa primeira forma de comunicação? ) – só que agora já sabemos como nos comunicar.
 
Assim como as fezes se ficarem muito tempo no intestino fazem estragos, proliferam bactérias e podem contaminar outros órgãos, também muitas vezes o que sentimos, o que pensamos pode “contaminar” nossa vida, nossos sonhos, e nossos projetos de vida.
Mas não são  só mágoas, ódios, amargura que guardamos desnecessáriamente,- isto também- , mas o que acumulamos dentro de nós feito fezes que precisam ser defecadas, são “acontecimentos” , circunstâncias da infância (muitas vezes ) ou de valores que nos foram passados quando ainda não éramos  “donos” da nossa vida – e dos nossos pensamentos  - mas que ficaram enraizados em nós, acumularam-se no intestino das nossas crenças, dos nossos traumas.
 
Conceitos religiosos ou culturais  que recebemos sobre sexo, do que é ou não pecado fazer,de que por exemplo masturbação ou fazer sexo oral é pecaminoso.(apenas exemplos – outras crenças e valores nos são transmitidos de geração em geração )
Quantas mulheres nem sequer sabem o que quer dizer um orgasmo, ou nunca sentiram, porque não se permitem viver sua sexualidade com mais liberdade, sem amarras.
E quanta, ...quanta frustração vai se acumulando...quanta libido que vai “se empedrando”...endurecendo dentro do corpo e da alma.
Todo este lixo emocional de valores que na verdade não nos servem mais, mas atrapalham a liberação, o sopro vital da nossa libido, e quanta vida não vivida, quanto prazer reprimido por estas “culpas”, que se acumulam e ficam trancados dentro de nós....- como as fezes que ficam trancadas e precisamos de laxantes.
Os laxantes neste caso são a renovação, a limpeza destes “valores” que na verdade são culturais, são “fabricados”muitas vezes por culturas e religiões castradoras e limitantes.
....................................
Outro “trauma” muito comum vem lá da infância, do relacionamento com o pai ou a mãe , quem sabe estupro, violências, abandono...etc...
Liberar esta angústia interna...para que o novo possa ser “digerido”, se esta carga antiga ficar guardada dentro de si, vai cada vez mais sendo fermentada, e impedindo que “novos alimentos” vitais sejam ingeridos.
Sim...sabemos que são traumas difíceis...eu sei...mas de que vai adiantar ficar lembrando deste passado?(sofrendo por ele?) – passado não se muda maisse resignifica - deixar de viver o presente não é a solução, com certeza não...... porque a vida?....ah...ela vai indo embora...
........................................................
Há sonhos em que as fezes se espalham pelo caminho e nós andamos em cima delas.
Muito comum este tipo de imagem onírica.
Nossos pés nos conduzem na vida. Certo?
Se andamos em cima das fezes quer dizer que estamos “caminhando”, encaminhando nossas vidas em cima do que não serve mais (fezes são sobras do que o corpo não precisa mais)
............
Outras vezes os sonhos são dentro da casa, onde os esgotos transbordam e fezes ficam vazando pela casa.
Casas simbolizam a nós mesmos.
Se os vasos transbordam, alguma coisa já está transbordando na vida e impedindo a livre comunicação com a vida, e com as pessoas que amamos.
................................................
Ao lembrar destes sonhos refletir sempre : - " O que estamos guardando no nosso “casulo”, no nosso intestino emocional?"
O que eu tenho lá dentro está me impulsionando a viver?, a extrair da vida a minha energia?, ou o que eu tenho dentro de mim está me conduzindo a morte, morte dos meus sonhos, dos meus amores, e de mim mesmo(a)?
 
E procurar ajuda, com amigos, ou com psicoterapia para que seja feita uma limpeza, uma “evacuação”deste lixo que de nada mais serve, e ocupa o espaço da  energia vital que precisamos , queremos e desejamos usar para as nossas células amorosas.
 
Teresa 27.11.2009
 
Este artigo foi elaborado de acordo com a Psicologia Analítica Junguiana, de Carl Gustav Jung(discípulo de Freud).
 
Abaixo links de outros artigos Junguianos (Para abrir bastar pausar o mouse e clicar) 

Sonhar com traição – o que significa?   
 
Sonhar com Perseguição – o que significa?
 

Sonhar com ex-namorado(a), ex-marido e ex-mulher- o que significa?

Maria Poesia
Enviado por Maria Poesia em 27/11/2009
Alterado em 12/07/2012
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Sonhos, Poesia e Psicologia